AS 05 PIORES CIDADES PARA SE RESPIRAR

Industrialização desenfreada, frota urbana de carros mais antigos, queimadas e até mesmo a própria natureza com suas raras tempestades de poeira. 🌨 Existem inúmeros fatores que podem fazer qualquer grande cidade se tornar um pesadelo para nossos pulmões e elas existem. 😰
Confira:

1.Ahvaz
Considerada o pior destino para quem tem problemas respiratórios, essa cidade iraniana tem a maior concentração de partículas inaláveis, impressionantes e assustadoras 372 delas em um diâmetro menor que um micrômetro ou 0,001 milímetro. Isso se deve ao fato que a legislação iraniana para com as emissões atmosféricas não estipula limites aceitáveis, Ahvaz com sua zona industrial gigantesca expele constantemente uma espessa névoa laranja, que obriga em média 6000 pessoas a procurarem ajuda médica por mês.

2.Ulan Bator
Localizada na República da Mongólia, com 279 partículas inaláveis por micrômetro. Na vice campeã dos ares ruins, o trabalho em equipe do trânsito de veículos, processos industriais, queima de biomassa e a suspensão de poeira natural do solo, garantem essa medalha de prata que ninguém quer ter. Mais uma vez, falta de controle é o que permite uma situação dessas.

3.Sanandaj
De volta para o Irã, Sanandaj sofre com algo incomum, tempestades de poeira. Vindas do Iraque elas garantem 254 partículas inaláveis por micrômetro, e afastando qualquer um com sinusite de conhecer a cidade sem espirrar.

4.Ludhiana
Ludhiana, com 252 partículas inaláveis por micrômetro, essa cidade indiana está tentando reverter essa situação. Foi imposto em 2010 o Ministério do Meio Ambiente da Índia impôs uma proibição sobre a poluição industrial na cidade, sendo que as fábricas teriam um ano e um m6es para se adequar as novas normas. Limpar é mais difícil que poluir, e Ludhiana ainda aparece entre as cinco piores cidades para se respirar.

5.Quetta
Quetta, nessa cidade do Paquistão a situação é alarmante, uma vez que existem poucos recursos no local. Vendo isso a União Internacional para a Conservação da Natureza desenvolveu um plano de ação para reduzir a poluição, começando por Quetta e depois se extendendo ao resto da província paquistanesa.

Como podemos ver nessa lista, onde temos a combinação de falta de controle sobre emissões atmosféricas e grande facilidade em montar grandes espaços indústrias, uma vez que as cidade precisam que se gerem empregos, a saúde de todos saí prejudicada. O melhor a se fazer é focar no crescimento industrial sustentável, controlando emissões e avaliando riscos.